Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sem citar Bolsonaro, Barra Torres diz que "poder destrutivo" da Covid era claro desde o começo

Diretor-presidente fez declaração em sessão de aniversário da Anvisa
Sem citar Bolsonaro, Barra Torres diz que “poder destrutivo” da Covid era claro desde o começo
Reprodução/Jair Bolsonaro/Facebook

O diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, disse nesta quarta (26) que o “poder destrutivo” do novo coronavírus estava claro desde o começo da pandemia.

“Quando a pandemia mostra o seu poder destrutivo nos primeiros momentos, em 2020, encontrou uma Agência Nacional de Vigilância Sanitária – por força de seus servidores bem capacitados – encontrou ali uma agência, uma força pronta, pronta para combater a ameaça”, disse Torres, em reunião de celebração do aniversário da Anvisa.

O contra-almirante da reserva não citou o nome de Bolsonaro, mas o termo é parecido com algo que o presidente disse em 9 de março de 2020, dois dias antes de a OMS declarar a pandemia.

Em um discurso em Miami, Bolsonaro disse: “Tem a questão do coronavírus também que, no meu entender, está sendo superdimensionado o poder destruidor desse vírus”.

Hoje, Barra Torres acrescentou: “Um momento de tristeza quando já não temos facilmente na memória o número de quantos servidores da Anvisa já morreram decorrentes (sic) da Covid-19″.

“Pessoalmente, já não sou mais capaz de dizer de pronto quantas vezes me despedi dos servidores que perderam a vida nesse confronto. Então é sim esse inimigo terrível, esse vírus insidioso, ceifando vidas daqueles que fazem parte da nossa coletividade e da grande coletividade dos profissionais de saúde que estão nesse imenso Brasil se expondo ao risco do contágio porque têm um dever moral maior, porque têm um coração maior, porque têm o significado de sacrifício maior”, continuou Barra Torres.

Em 15 de março de 2020, um domingo, Barra Torres participou sem máscara de manifestação no Palácio do Planalto ao lado de Bolsonaro. À CPI da Covid, no Senado, o chefe da Anvisa disse que, “se pensasse por mais cinco minutos, eu não teria feito” e que não havia refletido “sobre a questão da imagem negativa que isso passaria”.

Leia mais:

Sem citar Bolsonaro, Barra Torres diz que “é criminoso” mentir sobre Covid

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....