Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sem Bolsonaro, advogado-geral da União chega à sede da PF

Como mostramos, o presidente avisou a auxiliares no Palácio do Planalto que vai ignorar a decisão e faltar ao depoimento
Sem Bolsonaro, advogado-geral da União chega à sede da PF
Foto: José Dias/PR

O advogado-geral da União, Bruno Bianco (foto), chegou há pouco à sede da Polícia Federal, em Brasília, sem Jair Bolsonaro, que foi intimado a depor em inquérito que apura o vazamento de documentos sigilosos. 

Ontem, Alexandre de Moraes determinou ontem que o presidente comparecesse pessoalmente à Superintendência da Polícia Federal para prestar esclarecimentos.

Como mostramos, Bolsonaro avisou a auxiliares no Palácio do Planalto que poderia ignorar a decisão do ministro e faltar ao depoimento.

O inquérito foi aberto após Jair Bolsonaro ter divulgado, nas redes sociais, dados e documentos sigilosos de um inquérito não concluído sobre ataques ao sistema do Tribunal Superior Eleitoral.

Assessores palacianos informaram que o presidente vai esperar, antes, um posicionamento do plenário do STF ou de Alexandre de Moraes sobre o recurso impetrado pela AGU. Isso deverá ser informado tanto ao ministro Alexandre de Moraes quanto aos integrantes da Polícia Federal responsáveis pela investigação.

Na visão da AGU, o STF ainda não consolidou entendimento relacionado a depoimento de presidente da República e ainda por cima esvaziou a tese da condução coercitiva. O que, na visão da AGU, faz com que o presidente da República não seja obrigado a ir depor presencialmente na sede da PF.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....