Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sem apoio, CPMI das Fake News deve ser encerrada sem relatório final

Duas questões pesaram para essa decisão: as eleições gerais e a obstrução da base governista no colegiado de deputados e senadores
Sem apoio, CPMI das Fake News deve ser encerrada sem relatório final
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Instituída com o objetivo de investigar a divulgação de informações falsas, a CPMI das Fake News deve ser encerrada sem a apresentação de um relatório final. As investigações foram paralisadas no primeiro trimestre de 2020 e o presidente do colegiado, senador Angelo Coronel (PSD-BA), não pretende retomá-las.

Integrantes do colegiado afirmaram a O Antagonista em caráter reservado que duas questões pesaram para essa decisão: as eleições gerais, que tradicionalmente esvaziam os trabalhos de comissões parlamentares de inquérito, e a atuação da base governista no colegiado. Dos 32 membros titulares, a maioria é de congressistas ligados ao governo.

Ao longo das investigações, a CPMI revelou a forma de atuação do chamado “gabinete do ódio” e como deputados ligados ao governo replicavam informações duvidosas ou enganosas às suas bases.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....