Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sem acordo, governo tentará aprovar urgência de educação domiciliar amanhã

Bolsonaristas são contra o trecho que exige que as crianças estejam vinculadas a uma escola normal e que elas passem por avaliações periódicas
Sem acordo, governo tentará aprovar urgência de educação domiciliar amanhã
Foto: Gustavo Sales/Agência Câmara

Sem acordo em relação ao mérito do texto, a base do governo tentará votar amanhã o projeto de lei que autoriza o homeschooling – educação domiciliar. Essa é a principal matéria da chamada “pauta de costumes” do governo Jair Bolsonaro e a única com chances de ser aprovada antes das eleições.

A urgência do projeto deve ser votada amanhã, como um afago à bancada bolsonarista na Câmara. Há aproximadamente duas semanas, eles tiveram uma reunião com o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), e pediram a inclusão da votação do texto em plenário.

Apesar do pedido de urgência, os bolsonaristas ainda tentam alterar o parecer da deputada Luísa Canziani (PSD-PR). Eles são contra o trecho que exige que as crianças estejam vinculadas a uma escola normal e que elas passem por avaliações periódicas. Os bolsonaristas partem da premissa que esse item do texto tira a liberdade de ensino dos pais.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....