Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Saiba quais são os 11 ministros que devem deixar o governo Bolsonaro em março

Segundo Jair Bolsonaro, os ministros deixarão seus respectivos cargos em 31 de março, data limite para desincompatibilização
Saiba quais são os 11 ministros que devem deixar o governo Bolsonaro em março
Foto: Marcos Corrêa/PR

Onze ministros do governo Jair Bolsonaro (foto) devem deixar suas respectivas pastas no final de março para disputar as eleições gerais em outubro.

Na lista, cinco pretendem disputar governos estaduais: Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), João Roma (Cidadania), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), Fábio Faria (Comunicação) e Onyx Lorenzoni (Trabalho). Pelo menos três devem brigar por uma cadeira no Senado: Flávia Arruda (Secretaria de Governo), Gilson Machado (Turismo) e Anderson Torres (Justiça).

Leia quais são os ministros que vão deixar o governo em 31 de março:

Rogério Marinho (PL) – ministro Desenvolvimento Regional: pretende disputar o governo do Rio Grande do Norte;

Tarcísio de Freitas (sem partido) – ministro da Infraestrutura: anunciou ontem que vai disputar o governo de São Paulo. Vai se filiar ao PL de Jair Bolsonaro;

João Roma (Republicanos) – ministro da Cidadania: vai disputar o governo da Bahia;

Fábio Faria (PSD) – ministro da Comunicação: deve se filiar ao PP e também pretende disputar o governo do Rio Grande do Norte. Aliados de Jair Bolsonaro tentam uma dobradinha no estado, indicando Faria ao Senado;

Tereza Cristina (DEM) – ministra da Agricultura: é cotada para disputar a vice-presidência ou o Senado pelo Mato Grosso do Sul. Ela também deve trocar de partido e ir para o PL ou PP;

Onyx Lorenzoni (DEM) – ministro Trabalho: vai disputar o governo do estado do Rio Grande do Sul. Para isso, pretende migrar para o PL;

Flávia Arruda (PL) – ministra da Secretaria de Governo: disputa uma vaga no Senado pelo Distrito Federal;

Damares Alves (sem partido) – ministra da Mulher e Direitos Humanos: deve disputar o Senado pelo Amapá e estuda se filiar ao PL ou ao PP;

Marcos Pontes (sem partido) – ministro da Ciência e Tecnologia: vai disputar o cargo de deputado federal por São Paulo pelo PL;

Gilson Machado (PSC) – ministro do Turismo: estuda se filiar ao PL para disputar o Senado por Pernambuco;

Anderson Torres (PSL) – ministro da Justiça: tenta abrigo no PP para disputar o Senado pelo Distrito Federal.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....