Categories: Brasil

Reverendo Amilton diz que desconhece pedidos de propina no Ministério da Saúde

Apesar disso, ele apresentou uma proposta de fornecimento de vacinas com o valor de US$ 11 a dose - um dólar a mais que a Davati

Reverendo Amilton diz que desconhece pedidos de propina no Ministério da Saúde
Foto: Pedro França/Agência Senado

O reverendo Amilton Gomes de Paula disse há pouco à CPI da Covid que desconhece qualquer tipo de pedido de propina durante tratativas entre o Ministério da Saúde e a Davati para a obtenção de 400 milhões de doses de vacina da Astrazeneca.

Questionado pelos parlamentares sobre eventuais pedidos de propina, Amilton disse apenas: “Nunca [houve pedido].”

Apesar disso, em 14 de março deste ano, ele elaborou uma proposta para fornecimento de vacinas no valor de US$ 11 a dose. Porém, a Davati, empresa parceira do reverendo Amilton, apresentou uma outra proposta ao ministério no valor de US$ 10 – US$ 1 a menos por dose – em 15 de março deste ano.

“Mas não tem ligação o documento de US$10 com o de US$ 11”, tentou justificar o reverendo Amilton.

Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Tempo de publicação: 4 minutos

Os comentários estão desabilitados