Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Relator acata sugestão e vincula compensação aos estados a investimentos em educação

Os estados serão ressarcidos por perdas superiores a 5% após teto de 18% nas alíquotas de ICMS sobre combustíveis, energia e comunicação
Relator acata sugestão e vincula compensação aos estados a investimentos em educação
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Fernando Bezerra (MDB-PE), relator do projeto de lei sobre ‘teto do ICMS’, incluiu em seu relatório uma sugestão para vincular a compensação do governo federal aos estados a investimentos em educação e saúde.

Pelo projeto de lei que estabelece um teto de 18% nas alíquotas de ICMS sobre combustíveis, energia e comunicação, os estados serão ressarcidos a partir de descontos nas dívidas totais com a União, caso as perdas ultrapassem 5% das receitas dos governadores.

Pela emenda incluída no texto, que pode ser votado hoje, essa compensação precisa ser vinculada aos gastos dos estados em saúde e educação.

“Consideramos que os dados de arrecadação de 2021 e das estimativas para 2022 nos permitem prever que os Estados possam reduzir suas alíquotas sem que sofram uma perda de arrecadação muito grande em relação a 2021. Se isso acontecer, o Fundeb estará preservado, bem como as ações e serviços de saúde. No entanto, se for necessário compensar, em quaisquer das três modalidades oferecidas, o Estado e Municípios beneficiados deverão manter essas vinculações”, escreve Bezerra em seu relatório.

Leia o relatório na íntegra

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....