Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Rachadinha pagou aluguel, prestação de imóvel e escola dos filhos de ex-líder de Witzel

Primeiro denunciado no esquema de rachadinha da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), o deputado Márcio Pacheco, do PSC, teve boletos de aluguel, parcelas de um imóvel, mensalidades escolares de seus filhos e o seguro de um carro pagos com dinheiro desviado por meio do esquema, informam Fabio Serapião e Luiz Vassallo na Crusoé.

O Ministério Público estima que Pacheco tenha desviado cerca de R$ 1 milhão por meio da nomeação de funcionários fantasmas e arrecadação de parte dos salários dos servidores de seu gabinete.

Pacheco começou a ser investigado por causa do relatório do Coaf que mapeou transações suspeitas de funcionários da Alerj. O mesmo documento deu origem à investigação que envolve Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz.

Além da parcela do imóvel e dos aluguéis, o MP descobriu que o “Queiroz de Pacheco”, o assessor André Santolia, pagou mensalidades escolares de dois filhos do ex-líder de Wilson Witzel na Alerj.

“O denunciado Márcio Pacheco é o autor intelectual de todo o plano criminoso e destinatário último dos valores desviados das remunerações dos assessores que eram nomeados, a seu pedido, para integrarem seu gabinete”, diz o MP.

Ainda de acordo com a procuradoria, Santolia atuava como “testa de ferro” para dissimular os repasses de dinheiro desviado.

Leia aqui a reportagem completa.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....