Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Queiroga diz que atuação de seu filho deve ser julgada por eleitores da Paraíba

Antônio Cristovão Neto, conhecido como "Queiroguinha", estaria usando do nome do pai para alavancar influência na capital e candidatura para a Câmara
Queiroga diz que atuação de seu filho deve ser julgada por eleitores da Paraíba
Foto: Billy Boss/Câmara dos Deputados

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse em audiência pública na Câmara dos Deputados que a atuação do seu filho Antônio Cristovão Neto, conhecido como “Queiroguinha”, não influencia em nenhuma das decisões tomadas pela pasta. As acusações de que ele e o filho estariam no centro de um suposto esquema de tráfico de influência seriam infundadas, em sua visão.

Queiroga pai disse que a atuação de Queiroga filho, se tiver interesse eleitoral, será definida pelos eleitores da Paraíba – onde ele é pré-candidato.

“Meu filho é filiado ao Partido Liberal. Estamos numa época de pré-campanha, e igualmente os senhores tem o direito de assumir compromissos em nome da sua população e postulação. {Que] julgue o povo da Paraíba”, disse o ministro, respondendo a uma dúvida do deputado Bira do Pindaré (PSB-MA).“Em nome do governo [ele] não fala.”

“O presidente Bolsonaro é uma das maiores lideranças populares do Brasil – e eu tenho a honra de servir ao governo dele. E meu filho o admira, como milhões de jovens que seguem a direita.”, continuou o ministro em sua defesa. “Tenho a consciência tranquila, ajo dentro da lei e não há nenhum centavo de recurso público liberado sem avaliação técnica.”

Além de supostamente integrar um esquema de tráfico de influência dentro da pasta, Queiroguinha tem tentado viabilizar sua candidatura a deputado federal, com o nome do pai. Filiado ao PL de Jair Bolsonaro, o pré-candidato esteve no Palácio do Planalto ao menos 30 vezes desde que o ministro assumiu o cargo no ano passado.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....