Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Provas em mais de 5 mil e-mails

Em seu depoimento na sexta-feira à Justiça Federal, anteontem, Marcelo Odebrecht disse que entregou à PGR um total entre 5 e 6 mil e-mails para serem anexados aos inquéritos abertos em sua delação.

Ele disse que só teve acesso à caixa de correspondência eletrônica após sua saída da prisão, no final de 2017.

Durante o processo de colaboração, portanto, contou o que sabia de memória, sem acesso aos arquivos.

“Eu não tive o acesso ao computador durante toda a colaboração e deixei sempre claro a importância de ter isso”, afirmou.

O computador, apreendido desde 2015 na PF, tinha mais de 500 mil e-mails armazenados.

“Identifiquei 5 a 6 mil e-mails, qualifiquei e selecionei eles por anexo e aí grampeei eles para a PGR para que pudessem ser adicionados aos inquéritos e investigações”, detalhou.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....