Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Pronunciamento de fim de ano de Bolsonaro será mais do mesmo

Em fala de seis minutos que irá ao ar nesta sexta (31) à noite, presidente atacou governadores, criticou passaporte da vacina e disse que Brasil é "exemplo"
Pronunciamento de fim de ano de Bolsonaro será mais do mesmo
Foto: Isac Nóbrega/PR

Em pronunciamento de seis minutos que irá ao ar em cadeia de rádio e TV na noite desta sexta (31), Jair Bolsonaro repetiu as baboseiras que os brasileiros já se cansaram de ouvir em quase três anos de seu governo terrivelmente incompetente.

O leitor de O Antagonista adivinhou: o presidente voltou a atacar os governadores, criticou o passaporte da vacina, defendeu as “medidas” (aspas necessárias) do governo contra a pandemia da Covid —muito eficazes para matar mais de 618 mil brasileiros, como cloroquina, ivermectina e recusa à vacinação.

Bolsonaro também repetiu que escalou ministros para prestar apoio às vítimas das enchentes na Bahia (enquanto ele brincava de carrinho e dançava com funcionários da Havan em Santa Catarina) e voltou a afirmar que a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos só deve ocorrer com o consentimento dos pais.

O presidente também repisou a mentira descarada de que não há corrupção no seu governo e, pasme, conseguiu dizer que o Brasil sob sua gestão é um “exemplo” para o mundo. Só se for exemplo do que não fazer.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....