Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

“Procuram cabelo em ovo”, diz Frias, sobre indícios de irregularidades em viagens

Secretário especial de Cultura defendeu sua ida para os Estados Unidos: "Fechamos bons acordos em reação aos musicais internacionais"
“Procuram cabelo em ovo”, diz Frias, sobre indícios de irregularidades em viagens
Foto: Roberto Castro/ Mtur

O secretário especial de Cultura, Mário Frias, rebateu há pouco as críticas relacionadas aos gastos feitos por ele e sua equipe em viagens para os Estados Unidos.

Frias foi a Nova York para discutir uma produção audiovisual com o ex-lutador de jiu-jitsu e bolsonarista Renzo Gracie, entre os dias 14 e 19 de janeiro deste ano. A viagem custou R$ 39 mil para o contribuinte. O TCU abriu procedimento para apurar a legalidade dos gastos; o Senado pretende convocar o secretário a dar explicações sobre o assunto.

Após assinar sua ficha de filiação ao PL em Brasília – Frias vai disputar o cargo de deputado federal por São Paulo –, o secretário defendeu a sua ida para os Estados Unidos:

“Foi uma viagem importante para nós, fechamos bons acordos em reação aos musicais internacionais. Havia uma interpretação errada de como funcionava a lei [Rouanet] e [a viagem] foi excelente para a gente”, disse o secretário.

“[Criticar a viagem] É ficar procurando cabelo em ovo. Não há nada para dizer para essas pessoas”, acrescentou.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....