Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Procuradoria Eleitoral arquiva pedido para tornar Deltan Dallagnol inelegível

O ex-procurador da República é pré-candidato a deputado federal pelo Podemos; decisão não analisou mérito, que deve ser julgado no ato do registro da candidatura
Procuradoria Eleitoral arquiva pedido para tornar Deltan Dallagnol inelegível
Foto: Vagner Rosário/Crusoé

A Procuradoria Regional Eleitoral no Paraná (PRE-PR) decidiu nesta sexta-feira (17) arquivar um pedido pela inelegibilidade do ex-procurador da República Deltan Dallagnol, que é pré-candidato a deputado federal pelo Podemos.

A ação contra o ex-coordenador da força-tarefa do Ministério Público na Lava Jato é de autoria da empresária e pré-candidata a deputada federal pelo PSB Roberta Luchsinger.

Luchsinger argumentava que Dallagnol seria inelegível visto que ele responde a processos disciplinares no Conselho Nacional do Ministério Público.

Para disputar eleições, procuradores, assim como magistrados e promotores, não podem ter procedimentos administrativos pendentes.

O pedido foi arquivado, pois, como argumentou a procuradora eleitoral Mônica Bora, que assina a decisão, as condições de elegibilidade só devem ser analisadas no momento do registro da candidatura.

A procuradora eleitoral Mônica Bora disse que a análise das condições de elegibilidade só deve ser feita no momento do registro da candidatura.

“Eis que inexiste requerimento de candidatura para análise da suposta inelegibilidade noticiada em concreto, não há providências a serem adotadas pelo Ministério Público Eleitoral na presente data, fazendo-se necessário o arquivamento da presente notícia”, decalrou a procuradora.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....