Categories: Brasil

Prisão de Milton Ribeiro é preventiva

Ribeiro é acusado de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência

Prisão de Milton Ribeiro é preventiva
Reprodução

Na decisão que deflagrou a operação contra o ‘Bolsolão do MEC’, o juiz Renato Borelli determinou a prisão preventiva (sem prazo) do ex-ministro Milton Ribeiro. Ele foi preso em Santos e será levado para a Superintendência da Polícia Federal em Brasília, onde será ouvido amanhã em audiência de custódia.

Ribeiro é acusado de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência.

Como registramos mais cedo, também foi alvo de mandado de prisão os pastores Arilton Moura, Gilmar Santos, ambos ligados a Bolsonaro, além do advogado Luciano de Freitas Musse, ex-assessor do MEC, e Helder Bartolomeu, ex-assessor da Prefeitura de Goiânia.

Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Tempo de publicação: 4 minutos

Os comentários estão desabilitados