Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Presidente foi eleito com esse sistema", diz Azevedo e Silva, após desistir de posto no TSE

O ex-ministro da Defesa afirmou nesta quinta-feira que as urnas eletrônicas brasileiras são seguras e já são usadas há 26 anos
“Presidente foi eleito com esse sistema”, diz Azevedo e Silva, após desistir de posto no TSE
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

O ex-ministro da Defesa Fernando Azevedo e Silva, que desistiu de ser diretor-geral do TSE, afirmou que as urnas eletrônicas são seguras.

Diante de novos ataques de Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral, Azevedo e Silva anunciou que não iria mais ocupar o posto. Ele alegou que a decisão foi baseada em motivos de saúde.

“O sistema atual foi aprovado em lei. Tentaram mudar, mas o Congresso não apoiou. É assim na democracia. As urnas estão sendo usadas há 26 anos e o atual presidente foi eleito com esse sistema, disse Azevedo e Silva ao Valor.

Segundo o G1, a desistência do general foi comemorada por aliados de Jair Bolsonaro. A avaliação do Planalto é que, sem um militar no TSE, fica mais fácil defender a narrativa de que as urnas são passíveis de fraude.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....