Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Policiais ligados ao PT cobram diálogo com Lula

Representantes da categoria temem uma guinada completa ao bolsonarismo
Policiais ligados ao PT cobram diálogo com Lula
Foto: Ricardo Stukcert/Flickr/Lula

Policiais ligados ao PT têm pedido para dialogar com Lula (foto) a fim de frear a adesão da classe Jair Bolsonaro, diz O Globo. De acordo com o jornal, eles estão preocupados com recentes declarações do ex-presidente e com alegadas dificuldades para incluir demandas da classe no programa de governo da sigla.

Segundo a reportagem, no fim do mês passado, em Porto Alegre, Lula conversou com representantes de sindicatos policiais e do setorial de segurança pública do partido, que pediram cuidado especial na comunicação para os policiais.

Em 30 de abril, num evento em São Paulo, o petista afirmou que “Bolsonaro não gosta de gente, gosta é de policial”. Após ser criticado, o petista pediu desculpas. Já em Porto Alegre, em 1º de junho, um dia antes do encontro com os policiais, ao comentar o assassinato de Genivaldo de Jesus Santos por agentes da PRF, ele disse que a polícia, “quando chega, chega para atirar”.

Sobre as preocupações envolvendo as demandas da classe, a reportagem diz: “Os policiais petistas dizem querer maior atenção às demandas corporativas, como políticas para reduzir a taxa de suicídio de agentes, a aprovação de uma lei orgânica para disciplinar as atividades dos policiais brasileiros, a carreira única e o ciclo completo para as polícias.”

Na versão inicial das diretrizes para o programa de governo de Lula, o tema da segurança pública se concentrou somente em um dos 90 parágrafos do documento. No documento, o partido defende um “conjunto consistente de políticas integradas para a redução da violência e da criminalidade, enfrentamento eficaz ao tráfico de drogas e armas, ao crime organizado e às milícias“.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....