Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Planalto também tentou manter sigilo de visitas de Jair Renan a Bolsonaro

As negativas do GSI chegaram à CGU; em parecer, o ouvidor-geral da União definiu que o GSI deveria tornar públicas eventuais visitas ao Palácio do Planalto
Planalto também tentou manter sigilo de visitas de Jair Renan a Bolsonaro
Foto: Pedro França/Agência Senado

O Gabinete de Segurança Institucional também atuou para manter em segredo visitas de Jair Renan e de um empresário ligado filho mais novo do presidente, ao Palácio do Planalto, diz O Globo.

Segundo a reportagem, em 22 de março do ano passado, o órgão se negou a informar sobre os registros de entrada e saída de Jair Renan. No mesmo dia, o GSI também se recusou a informar os registros de entrada e saída do empresário Wellington Leite, que é investigado no mesmo inquérito que o filho de Jair Bolsonaro.

As negativas do GSI chegaram à Controladoria-Geral da União. Em parecer datado de 23 de abril de 2021, o ouvidor-geral da União, Valmir Goes Dias, definiu que o GSI deveria tornar públicas eventuais visitas ao Palácio do Planalto. 

Como mostramos, o Palácio do Planalto decretou sigilo sobre os encontros entre Jair Bolsonaro e os pastores acusados de negociar verbas do Ministério da Educação. 

Em áudios divulgados em março pela Folha, o ex-chefe da pasta Milton Ribeiro admite que repassava recursos dando prioridade a prefeitos ligados ao pastor Gilmar, indicado pelo presidente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....