Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PGR pede explicações sobre decreto de cavernas

Bolsonaro revogou uma regra de 1990 que impedia modificações irreversíveis em cavernas de relevância máxima
PGR pede explicações sobre decreto de cavernas
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A Procuradoria-Geral da República pediu aos ministros do Meio Ambiente, Joaquim Leite, e de Minas e Energia, Bento Albuquerque, além do advogado-geral da União, Bruno Bianco, cobrando explicações sobre o decreto de Jair Bolsonaro (foto) que autoriza a destruição de qualquer tipo de caverna para a construção de empreendimentos considerados “de utilidade pública”.

Aos ministérios, a procuradoria cobra o histórico das normas que tratam da proteção de cavernas desde 1990; as pastas deverão informar sobre as razões para as alterações ao longo do tempo, além dos resultados e impactos. 

No caso da AGU, a PGR pede informações sobre a constitucionalidade do novo decreto.

Como mostramos, a Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público Federal se manifestou contra o texto.

De acordo com decreto, as áreas poderão ser modificadas desde que haja autorização dos órgãos ambientais competentes e compensações ambientais por parte dos empreendedores. Os impactos também não poderão gerar a extinção de espécies que habitam no local.

O STF já recebeu ações sobre o tema. A Rede Sustentabilidade, o deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) e o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) acionaram a Corte para suspender o decreto.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....