Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PF INVESTIGA ATAQUE HACKER AO STJ

PF INVESTIGA ATAQUE HACKER AO STJ
Foto: Divulgação

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) acionou a Polícia Federal diante de um possível ataque hacker.

O sistema de tecnologia da corte está fora do ar desde a tarde de ontem.

O Antagonista apurou que um dos sistemas atingidos foi o do gabinete do ministro Felix Fischer, relator da Lava Jato e das apurações envolvendo a “rachadinha” de Flávio Bolsonaro — dois delegados da PF foram ao gabinete do ministro na manhã desta quarta-feira.

Este site teve acesso a um relatório interno do STJ sobre o problema, ainda em apuração. O texto diz que ontem, por volta das 15h, “foi detectado uma indisponibilidade em diversos sistemas do Superior Tribunal de Justiça”.

“Verificou-se que o problema de indisponibilidade não era na rede de dados, mas no acesso ao ambiente de servidores virtuais onde estão hospedados quase todos os sistemas do STJ. Identificado o problema, começamos a atuar neste ambiente juntamente com o suporte técnico do fabricante do equipamento para restabelecer os sistemas.”

Por volta das 20h de ontem, a direção do STJ foi informada pela equipe técnica de que “havia indícios de uma invasão naquele sistema”, ainda conforme o relatório.

“Em nova análise, confirmou tratar-se de um ataque cibernético que comprometeu a integridade dos arquivos do sistema. Logo após essa descoberta, identificou-se novas tentativas de ataque, agora ao ambiente de backup dos sistemas e então, tempestivamente, ordenou-se que fossem derrubados os links de acesso à internet do STJ e o bloqueio de todas as contas de usuário que haviam acessado a rede nas últimas 24 horas.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....