Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Petrobras cai 4% em Nova York, e Bovespa volta a ficar abaixo de 100 mil pontos

Papéis da companhia também caem em São Paulo, em dia de anúncio de aumento de preços dos combustíveis e cautela em mercados internacionais
Petrobras cai 4% em Nova York, e Bovespa volta a ficar abaixo de 100 mil pontos
Foto: Rovena rosa/Agência brasil

O anúncio do aumento de preços nos combustíveis ao mercado brasileiro, feito pela Petrobras, causou a derrubada de preços das ações da companhia na bolsa de valores de Nova York. Por lá, as ações da companhia caíram mais de 4% desde a abertura do pregão. O reajuste, feito nesta sexta-feira (17) ocorre em um momento de pressão pela renúncia do presidente da estatal, José Mauro Ferreira Coelho.   

A queda em Nova York influencia diretamente no Brasil: aqui, os papéis da companhia na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registraram queda de 5,16%. Com isso, a Bovespa passou abaixo dos 100 mil pontos pela primeira vez desde outubro de 2020. Às 10h39, a bolsa operava com 99.689 pontos, na menor marca em 20 meses.

Durante a manhã, as negociações ganharam ânimo e o índice voltou a operar acima de 100 mil pontos. Por volta das 11h, no entanto, a Bovespa ainda acumulava queda de 2,65% desde a abertura do pregão. O dólar também registrava alta de 2,4%, cotado a R$5,14.

Além da desvalorização dos papéis da Petrobras, os investidores demonstram cautela em todo o mercado mundial após os aumentos de juros nos Estados Unidos e no Brasil. Apesar de os aumentos terem sido anunciados na quarta-feira (15), o primeiro pregão após os anúncios em São Paulo foi aberto apenas hoje.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....