Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Pazuello deveria ser punido pelo Exército

Pazuello deveria ser punido pelo Exército
Foto: Reprodução/ CNN Brasil

O comportamento de Eduardo Pazuello no rolé de Jair Bolsonaro hoje é passível de punição, segundo o Regulamento Disciplinar do Exército.

Sem máscara, o ex-ministro subiu no carro de som em que Bolsonaro fazia discurso para sua claque, provocando aglomeração.

Pazuello é general da ativa, está como adido da Secretaria Geral do Exército e não pode manifestar-se publicamente, muito menos politicamente, sem autorização do órgão.

Como militar, ele também não pode “portar-se de maneira inconveniente ou sem compostura; freqüentar lugares incompatíveis com o decoro da sociedade ou da classe; desrespeitar medidas gerais de ordem policial, judicial ou administrativa; desrespeitar em público as convenções sociais; ofender a moral, os costumes ou as instituições nacionais por atos, gestos ou palavras; desrespeitar, público, as convenções sociais, ou concorrer para tal”.

Deve ser inédito um general macular a imagem do Exército sob ordens de um ex-capitão insubordinado.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....