Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Para votar a favor da PEC, PSD quer auxílio de R$ 400 e precatórios do Fundef

Com 12 parlamentares, a bancada também pretende vincular o apoio ao texto à desoneração da folha de pagamento de 17 setores
Para votar a favor da PEC, PSD quer auxílio de R$ 400 e precatórios do Fundef
Foto: Pedro França/Agência Senado

Em reunião realizada na tarde de hoje, a bancada do PSD no Senado decidiu que, para apoiar a PEC dos Precatórios, vai exigir que o governo federal transforme o Auxílio Brasil em um programa permanente e vai solicitar que os precatórios do Fundef sejam excluídos do teto de gastos.

Além disso, o partido trabalha para que seja feito um acordo com o Planalto de garantir, como efeito compensatório, a desoneração da folha de pagamento para 17 setores industriais

“O PSD atendeu a um entendimento de praticamente toda a bancada de apoiar os R$ 400, que é o auxílio emergencial para o mais necessitado de forma permanente. O PSD também concorda com a desoneração dos 17 setores essenciais”, disse há pouco o líder do PSD no Senado, Nelsinho Trad (MS).

“O Fundef ajuda a quebrar a resistência. É algo palatável e isso foi colocado na reunião. Mas não sabemos se isso vai ser acolhido pelo relator [Fernando Bezerra]”, declarou o líder (foto).

O Planalto já indicou que pode acatar algumas destas mudanças, como a retirada dos precatórios do Fundef do teto de gastos e a constitucionalização do Auxílio Brasil como programa social permanente.

Além disso, o governo já sinalizou que pode vincular o espaço fiscal gerado pelas novas regras do teto de gastos ao pagamento exclusivo de programas sociais.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....