Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Para ressuscitar agenda de costumes, Bolsonaro associa PT à pedofilia

De olho no voto conservador, o presidente afirmou que o partido tenta “há muito tempo” flexibilizar o crime de estupro de vulnerável
Para ressuscitar agenda de costumes, Bolsonaro associa PT à pedofilia
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Como forma de ressuscitar a chamada “agenda de costumes” e tentar crescer junto ao eleitorado mais conservador, Jair Bolsonaro voltou hoje a associar o PT à pedofilia e à ideologia de gênero.

Em conversa com apoiadores no cercadinho da Alvorada, Bolsonaro (foto) afirmou que o partido do ex-presidente Lula tenta “há muito tempo” flexibilizar o crime de estupro de vulnerável.

“O PT, há muito tempo, tenta diminuir a idade do estupro de vulnerável. Hoje, se uma menina de 14 anos tem relação com uma pessoa, há uma penalidade. Se passar de 14, é outra história. O PT quer relativizar a pedofilia há muito tempo, passar para 12 anos”, disse o presidente da República.

“Quando a gente fala em PT, não estou contra o PT por estar contra o PT. Estou contra pelo que eles defendem. O PT querendo impor ideologia de gênero na escola, eles são contra a maioridade penal, eles dizem que vão recolher as armas do pessoal, os CACs”, acrescentou Bolsonaro.

“Vocês sabem o que o PT defende, o que eles querem fazer com o Brasil”, concluiu.

Ainda patinando nas pesquisas de intenção de voto, Bolsonaro tenta fidelizar sua base e reacender a chama do antipetistmo, como nas eleições de 2018.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....