Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Para dar palanque a Bolsonaro, prefeito exige diretório do PL por 6 anos; assista

Prefeito de Teresina, José Pessoa Leal, afirmou que somente vai assumir o partido se não for atingido por decisões da executiva nacional
Para dar palanque a Bolsonaro, prefeito exige diretório do PL por 6 anos; assista
Foto: Alan Santos/PR

Para assumir o diretório regional do Piauí – base eleitoral do ministro Ciro Nogueira – e organizar o palanque a Jair Bolsonaro (foto), o prefeito de Teresina, José Pessoa Leal, exigiu do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, a assinatura de um contrato estabelecendo que ele fique, pelo menos, 6 anos à frente da legenda no estado.

O prefeito de Teresina, conhecido como Dr. Pessoa, é o nome mais cotado a assumir o diretório, após a saída do deputado estadual Fábio Xavier. Xavier não concordou com a entrada de Jair Bolsonaro no partido por fazer parte da base de apoio do governador Wellington Dias (PT).

O próprio Bolsonaro exigiu a saída do aliado de Dias.

“Não vou receber um partido por dois anos, por um ano, etc. Eu vou querer que esteja lá no papel uma cláusula de receber esse partido por no mínimo, no mínimo, 6 anos de comando pelo grupo do Pessoa”, disse o prefeito hoje pela manhã, em conversa com correligionários, em referência ao seu próprio grupo político.

Segundo apurou O Antagonista, o receio do grupo do dr. Pessoa é ser atingido por cláusulas do partido que tirem dele o controle estadual do partido, como mostramos há pouco.

O prefeito, que está no MDB, pretende migrar para o PL, mas estabeleceu como condição ter total liberdade para tomar as principais decisões do partido no estado. A expectativa é que Ciro emplaque o ex-prefeito de Teresina Silvio Mendes, hoje no PSDB, como candidato ao governo do estado.

Assista:

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....