Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ouça o áudio de Luis Miranda divulgado por Dominguetti

Representante comercial da Davati Medical afirmou que deputado federal que informou Jair Bolsonaro sobre suposto esquema de propina na compra da Covaxin queria participar da negociação pelo imunizante
Ouça o áudio de Luis Miranda divulgado por Dominguetti
Foto: Pedro França/Agência Senado

Luiz Paulo Dominguetti Pereira disse hoje, durante sessão da CPI da Covid, que o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), que informou Jair Bolsonaro sobre suposto esquema de propina na compra da Covaxin, queria participar da negociação pelo imunizante oferecido pela Davati Medical.

Em áudio enviado a Dominguetti, Luis Miranda afirma que precisava de uma prova de que a carga realmente existia, para oferecer para a um comprador não identificado.

“Você sabe que tenho comprador com potencial de pagamento instantâneo. Ele compra o tempo todo lá, em quantidades menores, obviamente. Se seu produto estiver no chão, o cara fizer um vídeo, falar o meu nome — ‘Luis Miranda tem aqui o produto’—, meu comprador entende que é fato e encaminha toda a documentação necessária, amarra, faz as travas, os contratos todos e bola pra frente.”

A CPI determinou que o áudio seja periciado pela PF e pediu a apreensão do celular do depoente.

Ouça e leia a íntegra do que falou Luis Miranda na gravação:

“O grande problema é: vou falar direto com o cara. O cara vai pedir toda a documentação do comprador. Meu comprador já está de saco cheio disso. Ele vai pedir prova de vida antes e então faremos negócio. Nem perde tempo.

Você sabe que tenho comprador com potencial de pagamento instantâneo. Ele compra o tempo todo lá, em quantidades menores, obviamente. Se seu produto estiver no chão, o cara fizer um vídeo, falar o meu nome — ‘Luis Miranda tem aqui o produto’—, meu comprador entende que é fato e encaminha toda a documentação necessária, amarra, faz as travas, os contratos todos e bola pra frente.

Não vou mais perder tempo com esse comprador porque desgastou muito nos últimos 60 dias. É muita conversa fiada no mercado. Não me sinto nem confortável [em falar] ‘encontrei uma carga, vamos dar prosseguimento, vamos mandar toda a documentação novamente logo vamos chegar na SGS e vamos ver que a carga existe’.

O cara faz uma live comigo, um facetime, ou grava um vídeo, o que ele quiser…mostra o produto pra mim, mando pro cara. Na hora o cara fecha negócio. Ele tem cliente fixo, tem recorrência. Fechou alguns contratos com restaurantes…hospitais.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....