Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Osmar Terra diz que não é 'imprescindível'

Osmar Terra diz que não é imprescindível
Brasília - O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, durante reunião ordinária do Conselho Nacional de Políticas Sobre Drogas (Conad) (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Em evento na Associação Médica de Brasília (AMBr), o ministro da Cidadania, Osmar Terra, disse nesta tarde que não deixaria o governo de Jair Bolsonaro.

Segundo a Crusoé, o presidente informou a Onyx Lorenzoni que ele será transferido para o lugar de Terra, que deve garantir alguma embaixada.

Nas últimas semanas, Terra teria se desentendido com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, sobre a regulamentação da Cannabis medicinal pela Anvisa.

No evento desta tarde — o lançamento de um fórum permanente de combate às drogas –, Terra chamou a questão da cannabis de “ponto de luta” no governo, mas afirmou que ficaria no cargo.

O emedebista — que também foi ministro de Michel Temer — acrescentou, porém, que não era “imprescindível” e que apenas fazia o que o presidente o pede.

A Cannabis não é o único “ponto de luta” de Terra. Como registramos mais cedo aqui, Bolsonaro pediu hoje mais explicações do ministro sobre contratos firmados com a Business Technology, alvo da PF na Operação Gaveteiro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....