Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

“Os mais importantes vamos pegar”, diz Moraes sobre milícias digitais

Ministro do STF afirma que o desafio da Justiça Eleitoral será dar uma resposta rápida aos mecanismos utilizados por integrantes desses grupos
“Os mais importantes vamos pegar”, diz Moraes sobre milícias digitais
Foto: Nelson Jr/SCO/STF

O ministro Alexandre de Moraes (foto), do STF, reafirmou nesta sexta-feira (20) que as eleições de outubro não vão sofrer coação das milícias digitais. Em evento organizado pela OAB, ele disse que o desafio da Justiça Eleitoral será dar uma resposta rápida aos mecanismos utilizados por integrantes desses grupos.

“Rapidamente verificar, brecar e sancionar, para não deixar proliferar às vésperas das eleições”, disse o ministro durante o Congresso Paulista de Direito Eleitoral.

“Podemos não pegar todos, mas os mais importantes vamos pegar.”

Morais disse ainda que esse movimento teve início na extrema direita dos Estados Unidos e que, quando chegou ao Brasil, a “democracia não tinha anticorpos”, mas agora já sabe se defender. 

“O problema das milícias é atacar a legitimidade das eleições. Se mudar o instrumento, ela ataca do mesmo jeito.”

Nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro ajuizou notícia-crime para investigar Moraes. Na peça, ele acusa o ministro do Supremo de sucessivos ataques à democracia, de desrespeito à Constituição e desprezo a direitos e garantias fundamentais. Bolsonaro também classifica como “injustificado” o inquérito das fake news. 

Conforme antecipou O Antagonista, Dias Toffoli negou seguimento à ação com base em um artigo do Código Penal que trata sobre um pedido superficial de suspeição.

Assista:

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....