Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O "tititi da orfandade" petista

O PT viveu esta semana um “tititi de orfandade” por causa da ausência de Lula.

Foi o que disse ao Globo um participante da reunião de dirigentes petistas em São Paulo.

A legenda vive uma divisão entre os que pretendem discutir alternativas e estratégias para as eleições presidenciais num cenário sem Lula, como Fernando Haddad e Jaques Wagner, e o grupo que só aceita falar na candidatura do ex-presidente, encabeçado pela própria Gleisi, registra o jornal.

“Em declarações públicas, Haddad e Wagner têm reafirmado que o candidato petista é Lula, mas, ao mesmo tempo, ambos tentam convencer os dirigentes do PT de que o apoio a um candidato de outro partido, principalmente Ciro Gomes (PDT), é uma possibilidade que deve ser discutida.”

É duro ser órfão de presidiário corrupto e lavador de dinheiro.

O teto do candidato do PT

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....