Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"O momento é de perplexidade", diz Podemos, sobre decisão do TCU contra Janot e Dallagnol

Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União, determinou que procuradores da Lava Jato devolvam valores de passagens e diárias
“O momento é de perplexidade”, diz Podemos, sobre decisão do TCU contra Janot e Dallagnol
Foto: Divulgação/TCU

Como noticiamos ontem à noite, o ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União, determinou que procuradores da Lava Jato, incluindo Rodrigo Janot e Deltan Dallagnol, devolvam valores de passagens e diárias.

A bancada do Podemos no Senado divulgou uma nota nesta quarta-feira (13) na qual chama a decisão de “ato que causa enorme indignação” e “insólita acusação”.

“O momento é de perplexidade, pois já se nota que o modelo da operação [Lava Jato], que rendeu notoriedade externa ao Brasil, vai se esmaecendo pela soltura desmotivada de criminosos, afrouxamento das investigações e entrada de novos atores na arena da impunidade”, diz trecho da nota.

E mais:

“Como se não bastasse, servem tais iniciativas, com ares de perseguição e vingança, para inibir o bom comportamento dos servidores, constrangendo aqueles que se dedicam a cumprir seu papel na defesa da moralidade e do rigor com a coisa pública.”

O texto termina assim: “O Podemos lamenta e repudia a decisão da Corte de Contas, que espera seja revista sob o prisma da Justiça, reafirmando, categoricamente, sua confiança e apoio irrestrito aos procuradores da Lava Jato, que cumpriram seus deveres, com louvor e dedicação”.

Assinam a nota Alvaro Dias, Eduardo Girão, Flávio Arns, Jorge Kajuru, Lasier Martins, Marcos do Val, Oriovisto Guimarães e Styvenson Valentim.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....