Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O efeito colateral da micareta militar

Raul Jungmann enxerga no episódio a semente de conflitos em torno de operações de Garantia da Lei e da Ordem
O efeito colateral da micareta militar
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Raul Jungmann, ex-ministro da Defesa e da Segurança, enxerga na micareta militar de ontem a semente de futuros conflitos em torno de operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Ao Valor, ele disse que demonstrações do gênero podem contribuir para acirrar os ânimos adversários e levar a tumultos na segurança pública.

No caso de um governador vir a solicitar uma operação de GLO, o presidente poderá negá-la por interesse político e o caso ir para no Supremo.

“Se isso acontecer, o governador recorrerá ao Supremo, que pode conceder a GLO a despeito da vontade do presidente. Mas o problema é que só quem pode engajar as Forças Armadas numa intervenção é o presidente da República. Se ele negar, o conflito está instalado.”

Embora pareça improvável, Jungmann acredita que as condições estão dadas, especialmente considerando o cenário eleitoral.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....