Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"O Dono da Saúde"

A reportagem da Crusoé revela as suspeitas de graves de desvio e superfaturamento envolvendo Ricardo Barros no Ministério da Saúde
“O Dono da Saúde”
Capa: Rodrigo Freitas/Crusoé - Fotos: Marcelo Camargo/Agência Brasil e Agência Senado

A Crusoé teve acesso a documentos inéditos que destrincham os maiores rolos de Ricardo Barros, o líder de Jair Bolsonaro que é investigado pela CPI da Covid e que mandou e desmandou no Ministério da Saúde durante toda a epidemia:

“Ao mesmo tempo que tenta se desvencilhar das acusações envolvendo a compra da vacina indiana, Ricardo Barros é alvo de outra investigação conduzida pela Polícia Federal, que revela um modus operandi muito semelhante dentro do Ministério da Saúde, para direcionar um contrato milionário e com forte suspeita de superfaturamento a um instituto do Paraná no qual ele e a mulher, a ex-governadora Cida Borghetti, tinham influência política — e, assim, beneficiar também empresários que já foram presos por corrupção no Rio de Janeiro. Crusoé teve acesso com exclusividade a relatórios da Controladoria-Geral da União que foram enviados à PF nos quais os auditores apontam ‘irregularidades graves’ e ‘risco de superfaturamento’ de até 133,2 milhões de reais em uma PDP, sigla para Parceria para o Desenvolvimento Produtivo, assinada pela gestão de Barros em 2017 com o Instituto de Tecnologia do Paraná.”

Assine a Crusoé e leia a reportagem completa aqui.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....