Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"O conteúdo jornalístico não é fonte de renda para o Google", diz diretor

Comissão de Tecnologia da Câmara discute projeto de lei que pretende obrigar plataformas a dividirem receitas publicitárias com os jornais
“O conteúdo jornalístico não é fonte de renda para o Google”, diz diretor
Reprodução/TV Câmara/YouTube

O diretor de Relações Governamentais do Google no Brasil, Marcelo Lacerda, disse nesta quinta (16) a deputados federais que o conteúdo jornalístico não é fonte de renda para a empresa.

“95% da renda gerada por publicidade digital através das nossas plataformas para os sites de notícias ficam com esses sites”, disse Lacerda. “Ou seja: são bilhões de dólares [no mundo todo] que vão anualmente direto para essas empresas”.

O diretor acrescentou: “Nós não ganhamos dinheiro com o Google Notícias [agregador de notícias do Google, ferramenta separada do buscador]”. Essa ferramenta não tem anúncios.

“Aliás, na busca, deputados, menos de 2% das pesquisas são relacionadas a assuntos jornalísticos. Quase todos os anúncios que aparecem na busca, na verdade, possuem (sic) pesquisas relacionadas a intenções comerciais (…) Portanto, o conteúdo jornalístico não é fonte de renda para o Google”.

A Comissão de Tecnologia da Câmara realiza nesta tarde audiência pública sobre um projeto de lei que pretende obrigar plataformas como Google e Facebook a dividirem receitas publicitárias com os jornais.

O projeto é de autoria do deputado federal Denis Bezerra (PSB-CE).

Leia mais:

Comissão da Câmara discute projeto para obrigar redes a remunerarem jornais

PL das Fake News torna inviável publicidade na internet, diz associação de empresas

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....