Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O chavismo de Haddad

O chavismo de Haddad
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Fernando Haddad mostrou o que realmente é.

Correndo o risco de ser derrotado por Jair Bolsonaro no primeiro turno, ele prometeu adotar o método chavista para controlar os juros bancários, como destacamos ontem aqui:

“Os bancos vão ter que ser enquadrados. Os juros que eles estão cobrando hoje não existem em nenhum lugar do mundo. Só para você ter uma ideia, os juros que os bancos estão cobrando no Brasil é quatro vezes maior do que a media internacional (…).

Nós vamos introduzir agora regras para que o Banco Central seja obrigado também, não só a regular a taxa de juros que o governo paga para os banqueiros, na dívida pública, mas os juros que o consumidor e o empresário pagam para o sistema bancário, sobretudo o sistema privado (…).

Bancos vão ter que aceitar essa nova regulação. É uma regulação contra o cartel que os bancos formaram no Brasil.”

Esse é o poste pragmático da imprensa. Em vez de reduzir a dívida pública e liberalizar o setor bancário, ele promete tabelar os juros.

A “reforma bancária” do PT é um disparate

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....