Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Número de mortos em operação no Rio sobe para 21; PM culpa o STF

Secretário da corporação criticou decisão do Supremo que limitou ações policiais em favelas durante a pandemia de Covid; MPF abriu investigação sobre o caso
Número de mortos em operação no Rio sobe para 21; PM culpa o STF
Foto: Reprodução, TV Brasil

O número de mortos durante operação policial na Vila Cruzeiro (foto), na Penha (zona norte do Rio de Janeiro), nesta terça-feira (24) subiu para 21 pessoas. A ação começou de madrugada e segue durante esta tarde, informa o G1.

Em entrevista, a Polícia Militar do Rio culpou o STF pela migração de criminosos para o estado. “A gente começou a reparar essa movimentação, essa tendência deles de migração para o RJ, a partir da decisão do STF [que limitou operações policiais em favelas durante a pandemia de Covid]”, disse o secretário da corporação, coronel Luiz Henrique Marinho Pires.

“Isso vem [se] acentuando nos últimos meses. Esse esconderijo deles nas nossas comunidades é fruto basicamente dessa decisão do STF. É o que a gente entende, a gente está estudando isso, mas provavelmente deve ser fruto dessa decisão do STF”, acrescentou o coronel.

Segundo a PM, pelo menos 12 mortos eram suspeitos. Outros nove mortos, até as 16h, ainda não tinham sido identificados pelas autoridades.

Além dos 12 suspeitos, uma moradora morreu —segundo a polícia, Gabrielle Ferreira da Cunha, de 41 anos, foi atingida na entrada da Chatuba, que fica ao lado da Vila Cruzeiro.

De acordo com a PM, agentes do Bope e da Polícia Rodoviária Federal foram atacados a tiros quando iniciavam uma “operação emergencial” na comunidade. O objetivo era prender chefes do Comando Vermelho escondidos na Vila Cruzeiro.

Agora há pouco, o MPF anunciou a abertura de procedimento investigatório criminal para apurar as condutas dos policiais na operação.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....