Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

No Telegram, Zelensky salta de 53 mil para 1,5 milhão de seguidores

Após invasão, presidente da Ucrânia se torna o político com maior número de seguidores no aplicativo; Jair Bolsonaro vem em terceiro lugar, com 1,2 milhão
No Telegram, Zelensky salta de 53 mil para 1,5 milhão de seguidores
Foto: Reprodução, Twitter

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky (foto), passou a ser o político de maior número de seguidores no Telegram, aplicativo de origem russa, depois de ter seu país invadido pela Rússia, no dia 24 de fevereiro.

Zelensky, que costuma divulgar seus pronunciamentos pela plataforma, saltou dos 53 mil seguidores que tinha até meados de fevereiro para 1,5 milhão de inscritos em seu canal.

Jair Bolsonaro, que viu seu número de seguidores crescer depois que Alexandre de Moraes ordenou o bloqueio do Telegram —medida depois revogada—, é o terceiro colocado, com cerca de 1,2 milhão de seguidores.

O segundo lugar é de Ramzan Kadyrov, líder checheno e aliado de Vladimir Putin, cujo canal agora está com 1,4 milhão de inscritos.

“As subidas de Zelensky e de Kadyrov só ocorreram porque o Telegram se tornou um dos principais canais de distribuição de informação sobre a guerra”, diz André Eler, diretor-adjunto da consultoria de internet Bites.

LEIA AQUI a reportagem de Duda Teixeira na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....