Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Nióbio rejeitado

Presidente da República ofereceu baterias de nióbio para Elon Musk, mas ele disse que não era momento de se investir na tecnologia
Nióbio rejeitado
Reprodução

Durante a reunião que teve hoje com o bilionário Elon Musk, Jair Bolsonaro disse ao empresário que tinha estudos relacionados ao “potencial” das baterias produzidas com grafeno ou nióbio.

O empresário, por sua vez, disse que os materiais “não estão em seu radar”.

“Eu falei que o Brasil é o único país do mundo que detém 98% das reservas de nióbio. Então, ele acredita que no momento não é hora de investir nesse tipo de bateria, mas, se realmente esse estudo se mostrar promissor, com toda a certeza a empresa dele vai entrar firme, porque seria uma revolução na indústria automobilística”, declarou o presidente da República.

O presidente defende a exploração do metal desde antes da campanha eleitoral e já falou em nióbio até na Assembleia Geral da ONU.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....