Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Não teremos discurso de ódio em 2022", diz Moro

Em Fortaleza, ex-juiz leu carta a cristãos, na qual diz que vai defender liberdade religiosa, educação confessional privada e a atual legislação antiaborto
“Não teremos discurso de ódio em 2022”, diz Moro
Foto: Daniel Medeiros/O Antagonista

Sergio Moro (foto) disse há pouco em Fortaleza que não haverá discurso de ódio em 2022 porque esse não é o caminho do verdadeiro cristão. A declaração se deu em um evento do Podemos no qual ele leu a “Carta de Princípios Cristãos”, um documento de quatro páginas em que reafirma seu compromisso com a liberdade religiosa. 

“Religião cristã é compaixão e amor ao próximo. Nosso papel é convencê-los a mudar de ideia, mas jamais tratar como inimigo. Precisamos aproveitar este momento eleitoral para não haver divisões arbitrárias”, disse.

Segundo Moro, o objetivo é promover a honestidade no governo e nas relações público-privadas, estimulando a boa governança, a transparência e o combate à corrupção e aos desvios éticos.

“Acreditamos que uma grande nação só possa ser construída com base na ética pública, privada e religiosa”, disse.

Como mostramos mais cedo, no documento, o presidenciável elogia a “atuação dos cristãos brasileiros, em todas as suas denominações, associações e instituições de ensino confessionais, instituições e fundações filantrópicas, agências missionárias e outras entidades” do terceiro setor.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....