Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Não, meu caro Flávio, quem soltou Lula foi Jair Bolsonaro"

Styvenson Valentim, senador do Podemos do Rio Grande do Norte, rebateu o filho do presidente da República e saiu em defesa de Sergio Moro
“Não, meu caro Flávio, quem soltou Lula foi Jair Bolsonaro”
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O senador Styvenson Valentim (foto), do Podemos do Rio Grande do Norte, escreveu um artigo na Folha rebatendo o texto publicado no mesmo jornal por Flávio Bolsonaro, em que o filho do presidente da República diz que Sergio Morou soltou Lula.

Valentim, no texto intitulado “Não, meu caro Flávio, quem soltou Lula foi Jair Bolsonaro“, lembra o desastre da era petista:

“A culpa pelas mazelas e tragédias a que estamos assistindo no Brasil começou, sim, nos governos do PT. E não estamos falando apenas de mensalão e petrolão, mas do assalto ao Estado brasileiro, do roubo dos fundos de pensão e dos bilhões de dólares do BNDES destinados a fazer obras em países estrangeiros. Estamos falando dos 13 milhões de desempregados, do aumento da pobreza, do endividamento da população e do desastre do governo Dilma Rousseff. São heranças que o PT quer apagar da nossa memória. Mas não era o fundo do poço: o atual governo conseguiu nos levar a um lugar ainda mais escuro.”

E também o desastre do governo Bolsonaro:

“O atual governo é também protagonista de um triste e grave retrocesso na luta contra os malfeitos na gestão pública. Sim, foi Jair Bolsonaro que sistematicamente desmontou o combate à corrupção no país, mesmo após ter empenhado a Sergio Moro a sua palavra de que o combate à corrupção seria prioridade em seu governo e ter dado carta branca a seu futuro ministro para atuar. Foi Bolsonaro quem traiu Moro ao declarar que, caso fosse preciso, trocaria até mesmo o ministro da Justiça para proteger sua família e seus amigos. Bolsonaro traiu e decepcionou todos nós. Traiu seus eleitores ao aliar-se a todos aqueles que historicamente sempre se beneficiaram com a impunidade e o toma lá dá cá na política. Traiu e decepcionou milhões de brasileiros que viram nele uma esperança de moralização da coisa pública.”

Em seguida, o senador de primeiro mandato, que apoia a candidatura presidencial de Moro, recorda que foi o ex-juiz quem sentenciou Lula à prisão.

“Mas foi a soma dos erros, ações e decisões deste governo que pavimentou o caminho para a liberdade do ex-presidente. (…) Lula livre interessa a Bolsonaro mais do que a qualquer outra pessoa no Brasil. E, sinceramente, caro Flávio, entre petrolões e rachadinhas, você quer mesmo que os brasileiros acreditem que a culpa é do juiz?”, acrescentou.

Leia também: Foi você que soltou Lula, Flávio

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....