Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Assim como Mantega, Haddad evita comentar recessão no governo Dilma

Segundo o petista, o crescimento econômico e a redução de desigualdades só ocorreu entre 2003 e 2014
Assim como Mantega, Haddad evita comentar recessão no governo Dilma
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Assim como Guido Mantega, Fernando Haddad (foto) preferiu não comentar a recessão econômica vivida no segundo governo de Dilma Rousseff.

Como mostramos, Mantega escreveu um artigo publicado ontem à noite na Folha, em que se limitou a citar dados da economia entre 2003 e 2014 para exaltar o sucesso lulista, omitindo o desastre econômico do segundo mandato de Dilma Rousseff.

O texto foi criticado por presidenciáveis, como Sergio Moro e Ciro Gomes.

No Twitter, Fernando Haddad disse há pouco que o crescimento econômico e a redução de desigualdades só ocorreu de 2003 a 2014.

“Os assessores econômicos dos presidenciáveis estão de acordo sobre a solução para o Brasil: crescer, reduzindo desigualdades. Nos últimos 60 anos, isso só aconteceu no período 2003-2014.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....