Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Na Crusoé, Miguel Sanches Neto diz que pandemia trouxe novos desafios para a educação

Para o educador, o problema agora é de caráter isonômico. Nas escolas públicas, gargalo está relacionado aos investimentos em tecnologia
Na Crusoé, Miguel Sanches Neto diz que pandemia trouxe novos desafios para a educação
Foto: Orlando Kissner/Alep

O escritor e reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa Miguel Sanches Neto afirmou, em artigo publicado na edição especial da Crusoé, que a educação terá vários desafios ao longo de 2022, por conta dos efeitos da pandemia de Covid.

“A escola precisará dar uma atenção especial a quem deixou de obter os conceitos mínimos para avançar nos próximos estágios. O problema que se coloca é de caráter isonômico – permitir que se tenha uma retomada do que se perdeu no período, mesclando soluções presenciais e remotas sob orientação, ao mesmo tempo que se frequenta a nova série”, disse o reitor (foto).

“Nas escolas públicas, o grande investimento deverá ser no sentido de promover a inclusão digital plena, com espaços destinados à aprendizagem por plataformas. Sem um investimento massificado com equipamentos e internet, corre-se o risco de excluir das oportunidades de estudo uma parte da parcela da população estudantil”, acrescentou.

Por fim, o docente concluiu:

“Não são poucos nem pequenos os desafios que a pandemia criou para a educação em um país onde persistem tantas desigualdades.”

Leia o artigo completo na Crusoé, assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....