Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Na Caixa de Pedro Guimarães, ex-advogado de Flávio Bolsonaro teve aumento salarial de 367%

Investigado no caso das "rachadinhas", Luís Gustavo Botto Maia foi ocupar, em 2021, um cargo superior em Brasília com apenas oito meses de trabalho
Na Caixa de Pedro Guimarães, ex-advogado de Flávio Bolsonaro teve aumento salarial de 367%
Foto: Reprodução, redes sociais

Um ex-advogado do senador Flávio Bolsonaro, Luis Gustavo Botto Maia, mais que triplicou o seu salário em apenas oito meses de trabalho na Caixa, durante a gestão de Pedro Guimarães, recém-derrubado da presidência em meio a denúncias de assédio sexual e moral.

A informação foi revelada pela Folha de S.Paulo, em matéria divulgada nesta quinta-feira (7).

Na Caixa desde abril de 2021, Maia foi promovido, em novembro do mesmo ano, da função de técnico bancário, no Rio de Janeiro, para a Diretoria Executiva de Marketing e Relacionamento Institucional, em Brasília.

Essa promoção resultou em um aumento salarial de 367%.

À Folha, Maia negou a interferência do senador Flávio Bolsonaro no caso. Ele disse que a promoção relâmpago ocorreu, porque “uma oportunidade surgiu e [ele se] enquadrava no perfil”.

A defesa do ex-presidente da Caixa também rechaça que Guimarães tenha feito qualquer movimentação para beneficiar Maia.

O ex-advogado do senador é investigado pelo MP-RJ no caso das “rachadinhas” por obstrução de investigação e destruição de provas, tendo sido alvo de mandado de busca e apreensão em 18 de junho de 2020 na Operação Anjo, a mesma que prendeu Fabrício Queiroz.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....