Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

MPF: Zanin intermediou contratação do filho de Humberto Martins para influenciar STJ

MPF: Zanin intermediou contratação do filho de Humberto Martins para influenciar STJ
Foto Antonio Cruz/Agência Brasil

Na denúncia da Operação E$quema S, o MPF imputa a Cristiano Zanin a responsabilidade pela contratação de Eduardo Martins, filho do atual presidente do STJ, Humberto Martins, por R$ 5,5 milhões. O objetivo? “Influir em atos praticados por ministros do Superior Tribunal de Justiça.”

Em função disso, Eduardo está sendo denunciado por exploração de prestígio, peculato e lavagem de dinheiro.

“Em 16.5.2014, de forma livre e consciente, EDUARDO MARTINS obteve para si e para EURICO TELES, com a ajuda também livre e consciente de ORLANDO DINIZ, CRISTIANO ZANIN e ANA BASÍLIO, vantagem ilícita, em prejuízo da Fecomércio/RJ, consistente no pagamento de R$ 2.000.000,00, divididos na proporção de R$ 1.381.000,00 (um milhão, trezentos e oitenta e um mil reais) para EDUARDO e R$ 619.000,00 (seiscentos e dezenove mil reais) para EURICO, a ele repassados em 21.5.2014 e 15.12.2014, mediante formalização de um contrato de honorários advocatícios firmado com essa Federação, idealizado para conferir aparência de legalidade à exploração de prestígio antes narrada, instrumento este ideologicamente falso porque, desde o início, os serviços nele descritos sabidamente não seriam prestados.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....