Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

MPF foi contra prisão de Milton Ribeiro

De acordo com os autos, a Procuradoria endossou pedidos de novas diligências, como quebras de sigilos bancário e telefônico, mas rejeitou a prisão
MPF foi contra prisão de Milton Ribeiro
Reprodução/Redes sociais

O juiz Renato Borelli determinou a prisão preventiva de Milton Ribeiro a pedido da Polícia Federal, mas contra parecer do Ministério Público Federal. De acordo com os autos, a Procuradoria endossou pedidos de novas diligências, mas rejeitou a prisão.

Ribeiro é acusado de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência. Ele comandaria um esquema de direcionamento de verbas para prefeituras.

Ao justificar sua decisão, Borelli alegou “gravidade da acusação”. Também foram presos preventivamente os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura. O advogado Luciano de Freitas Musse, ex-assessor do MEC, e Helder Bartolomeu, ex-assessor da Prefeitura de Goiânia, foram colocados em regime domiciliar.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....