Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

MP Eleitoral pede extinção de ação contra PT e Daniela Mercury

Cantora foi acusada pelo partido de Jair Bolsonaro de promover campanha antecipada para Lula durante ato em 1º de maio em São Paulo
MP Eleitoral pede extinção de ação contra PT e Daniela Mercury
Daniela Mercury (à direita), durante o casamento de Lula. Foto: Daniela Mercury via Instagram

A Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE) do Ministério Público recomendou que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) encerre uma ação movida pelo Partido Liberal (PL) contra a cantora Daniela Mercury e o Partido dos Trabalhadores. O motivo seria um show feito pela cantora em um ato de 1º de Maio, que poderia configurar propaganda antecipada.

Durante o show, a cantora baiana disse que “quem não votar para Lula vai estar contra a Amazônia, contra tudo que a gente acredita e vem construindo democraticamente para esse país”. Para a PGE, não ficou comprovado que houve campanha, ou que o partido se beneficiou de possível propaganda de Daniela Mercury.

A ação do PL “não descreve conduta do representado que o caracterize como realizador ou beneficiário da propaganda eleitoral extemporânea”, conclui a Procuradoria-Geral Eleitoral.

O caso está a cargo do ministro Raul Araújo o mesmo que proibiu manifestações políticas durante o Lollapalooza, após a cantora Pabllo Vittar declarar apoio a Lula.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....