Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Moro termina discurso dizendo que jamais beneficiará "filhos e amigos"

Ex-juiz renovou seu compromisso de apoiar o candidato da Terceira Via que tiver mais chances de vitória e diz que "este filho teu não fugirá à luta"
Moro termina discurso dizendo que jamais beneficiará “filhos e amigos”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Com discurso potente contra os privilégios da classe política, Sergio Moro encerrou o ato de filiação ao Podemos defendendo a criação de “um ambiente de confiança e um ciclo virtuoso em favor das reformas, fomentando investimentos, gerando empregos, recolocando o governo na trilha certa”.

“Ele existe para ajudar as pessoas e não o contrário. O governo tem que estar a serviço das pessoas e não dos políticos. Podemos construir juntos um Brasil justo para todos.”

Moro reiterou que não se trata de um “projeto pessoal de poder, mas sim um projeto de País” e que está disposto a apoiar quem tiver mais chances de derrotar Lula e Jair Bolsonaro. Afirmou que a união de todos é fundamental.

“Nunca tive ambições políticas, quero apenas ajudar. Se, para tanto, for necessário assumir a liderança nesse projeto, meu nome sempre estará à disposição do povo brasileiro. Não fugirei dessa luta, embora saiba que será difícil. Há outros bons nomes que têm se apresentado para que o País possa escapar dos extremos da mentira, da corrupção e do retrocesso. Todos nós sabemos que teremos em um momento que nos unir para uma tarefa maior do que cada uma das pessoas envolvidas. Mas precisamos nos unir em torno de um projeto que tenha pelo menos as seguintes linhas essenciais: combater a corrupção como meio de viabilizar as reformas, erradicar a pobreza, diminuir as desigualdades, controlar a inflação, preservar a responsabilidade fiscal, fomentar o emprego e o desenvolvimento sustentável, prover serviços de saúde, educação e segurança de qualidade, proteger a família, cultivar as liberdades e o respeito com o próximo e com o diferente. Tudo está conectado. Todos estamos juntos.”

Moro se colocou como “um guardião vigoroso do interesse público, como um protetor dos direitos de todos os brasileiros e brasileiras” e mandou outro recado a Jair Bolsonaro. “O Brasil poderá confiar que este filho teu não fugirá à luta e que jamais deixará o seu interesse pessoal, ou de seus filhos ou de sua família, ou mesmo de seus amigos ou de seu partido político, acima do interesse do povo brasileiro.”

“Jamais usarei o Brasil para ganho pessoal. Vocês sabem que podem confiar que eu sempre vou fazer a coisa certa. Ninguém irá roubar o futuro do povo brasileiro.”

Assista:

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....