Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Moro: "Nenhuma pessoa pode ter um projeto só para si mesmo"

Em seu discurso na filiação ao Podemos, o ex-juiz voltou a citar sua volta ao Brasil e disse que nunca vai abandonar o país
Moro: “Nenhuma pessoa pode ter um projeto só para si mesmo”
Reprodução/Podemos/YouTube

Em seu discurso no ato de filiação ao Podemos, Sergio Moro (foto) citou novamente sua volta ao Brasil para entrar na vida político-partidária.

“Após um ano morando fora, eu resolvi voltar. Não podia ficar quieto, sem falar o que penso, sem pelo menos tentar mais uma vez, com você, ajudar o país. Então resolvi fazer do jeito que me restava: entrando para a política, corrigindo isso de dentro para fora.”

O ex-juiz contou que um estudante brasileiro perguntou, no exterior, se ele tinha abandonado o Brasil.

“Aquilo foi como um tiro no meu coração. Eu não poderia e nunca vou abandonar o Brasil.”

Moro afirmou ter certeza de que não está sozinho.

“Se necessário, eu lutaria sozinho pelo Brasil e pela Justiça. Seria Davi contra Golias. Mas, ao ver esse auditório, tenho certeza de que não estou sozinho. Tenho essa mesma certeza quando eu encontro as pessoas nas ruas, nos mercados, nas escolas, em qualquer lugar, e elas estão com um sorriso no rosto, me cumprimentam ou elogiam pelo trabalho que foi feito na Lava Jato ou no Ministério da Justiça. Então, voltei ao Brasil para ajudar a construir um projeto que é de muitos.”

Ele acrescentou:

“Nenhuma pessoa pode ter um projeto só para si mesmo. Ninguém existe só para si mesmo. Para isso, resolvi entrar na vida política e filiar-me ao podemos, um partido que apoia as pautas da Lava Jato. Mas esse não é o projeto somente de um partido, é um projeto de País aberto para adesão por todos os demais partidos, pela sociedade brasileira, do empresário ao trabalhador, por todo cidadão e cidadã brasileiros. É o seu projeto, que estava aí, aguardando o momento certo. Chegou a hora.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....