Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Moraes: Justiça Eleitoral combate quem é contrário a "ideais constitucionais e republicanos"

Declaração foi dada diante da crise entre o governo de Jair Bolsonaro e o TSE; ministro presidirá a Corte durante as eleições
Moraes: Justiça Eleitoral combate quem é contrário a “ideais constitucionais e republicanos”
Foto: Nelson Jr/SCO/STF

Diante da crise entre o governo de Jair Bolsonaro e o TSE, o ministro Alexandre de Moraes (foto), vice-presidente Corte e integrante do STF, afirmou hoje que a Justiça Eleitoral trabalha para combater “aqueles que são contrários aos ideais republicanos”. A declaração foi dada durante sessão em homenagem aos 90 anos da Justiça Eleitoral no Brasil.

“[A Justiça Eleitoral] nasceu com muita vontade, nasceu com muita coragem de lutar pela democracia e com muita coragem de lutar contra um sistema que, à época, era um sistema que tentava capturar a vontade soberana do povo, desvirtuando os votos que eram colocados nas urnas. Esse foi o surgimento da Justiça Eleitoral. […] A vontade de democracia e a coragem de combater aqueles que são contrários aos ideais constitucionais e republicanos permanece na Justiça Eleitoral”disse Moraes, que comandará o TSE durante as eleições deste ano.

Moraes também afirmou que os brasileiros “só têm do que se orgulhar” da Justiça Eleitoral. “É um trabalho sério, exemplar, duro, de organização, de fiscalização. Mais do que isso, trabalho de afirmação, dos valores democráticos, dos valores republicanos, de conquista do estado democrático de direito”, acrescentou.

Nas últimas semanas, Bolsonaro tem intensificado ataques ao sistema eleitoral. Como mostramos, nessa segunda (16), em tom de ameaça, o presidente disse que tudo pode acontecer nas eleições e que o país pode viver “outra crise”, caso o processo eleitoral não seja auditado.

Assista:

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....