Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ministra Cármen Lúcia reitera que violência contra a mulher aumentou na pandemia

Para debater esses assuntos, a Corte realiza, na sexta-feira (10), o seminário “Por estas e por outras”, com o objetivo de ver a justiça pelo olhar feminino
Ministra Cármen Lúcia reitera que violência contra a mulher aumentou na pandemia
Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

A ministra Cármen Lúcia (foto), do STF, tem reiterado o aumento da violência doméstica antes e durante a pandemia. Segundo a ministra, a discriminação e disseminação de discursos de ódio não somente acontecem contra as mulheres, mas também negros e indígenas.

“Houve um aperfeiçoamento nas condutas, mas a distância entre o tema e o gênero masculino ainda é grande. Os agentes das agressões não conseguem entender as condutas como preconceito”, diz a ministra.

Para debater esses assuntos, a Corte realiza, na próxima sexta-feira (10), a partir das 10h, o seminário “Por estas e por outras”, com o objetivo de debater a justiça pelo olhar de mulheres. Idealizado pelas ministras Cármen Lúcia e Rosa Weber, além da ministra aposentada Ellen Gracie.

Oportunidades de trabalho, acesso à saúde, desigualdade de gênero e violência contra a mulher estão entre os temas abordados durante as palestras.

Entre as participantes estarão a ministra Maria Cristina Peduzzi, presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST); a empresária Luiza Trajano, presidente da Rede Magazine Luiza; a economista Maria Silvia Marques; as jornalista Flávia Oliveira e Ana Paula Araújo; a advogada Samara Carvalho Santos; a cantora Zélia Duncan; a embaixadora do Canadá no Brasil, Jennifer May; a historiadora Heloísa Starling; e a neurocientista Lúcia Willadino Braga, presidente da Rede Sara.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....