Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ministério da Saúde está pagando mais caro por sapatilhas e álcool em gel

Ministério da Saúde está pagando mais caro por sapatilhas e álcool em gel
(Brasília - DF, 08/04/2020) Palavras do Ministro de Estado da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Foto: Anderson Riedel/PR

O Ministério da Saúde tem pago variações significativas no preço de produtos durante a pandemia do novo coronavírus.

A Folha de S. Paulo analisou 34 contratos emergenciais assinados pela pasta desde o início da crise. E deu alguns exemplos de valores díspares para materiais com a mesma descrição técnica.

A maior diferença encontrada foi nas sapatilhas para profissionais de saúde: o ministério pagou R$ 0,07 por cada par em 2 de março. No dia 26, assinou contrato com outra empresa, pagando R$ 0,20.

Outro exemplo: o frasco de 500 ml de álcool em gel foi vendido à pasta por R$ 3,91 no início da crise e agora já vale R$ 6,68.

Ao jornal paulista, o Ministério da Saúde atribuiu as variações à flutuação cambial e à questão mercadológica, de oferta e demanda. Afirmou que a compra de insumos, equipamentos e afins “é um dos maiores desafios”. Segundo o ministério, não há a determinação de preço máximo, mas valores de referência são estipulados.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....