Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

“Meu celular tinha mensagens que poderiam incriminar Bolsonaro”

Ex-presidente da Petrobras Roberto Castello Branco discutiu com o ex-presidente do BB Rubem Novaes em grupo de mensagens
“Meu celular tinha mensagens que poderiam incriminar Bolsonaro”
Divulgação

Em grupo de mensagens com economistas, o ex-presidente da Petrobras Roberto Castello Branco (foto) afirmou que seu antigo celular corporativo tem material que pode incriminar o presidente Jair Bolsonaro, diz o Metrópoles.

Segundo o site, Castello Branco debatia com Rubem Novaes, ex-presidente do Banco do Brasil. Na discussão, Novaes acusou Castello Branco de estar atacando o governo Bolsonaro.

“Se eu quisesse atacar o Bolsonaro não foi e não é por falta de oportunidade. Toda vez que ele produz uma crise, com perdas de bilhões de dólares para seus acionistas, sou insistentemente convidado pela mídia para dar minha opinião”, afirmou.

No meu celular corporativo tinha mensagens e áudios que poderiam incriminá-lo. Fiz questão de devolver intacto para a Petrobras”, acrescentou, sem dar detalhes.

Na discussão, Castello Branco também chamou o Jair Bolsonaro de “psicopata”. A conversa aconteceu ao longo do sábado.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....